O que fazer e onde ficar em Maafushi, nas Maldivas

Maldivas é sinónimo de paraíso. Mas o paraíso paga-se e, muitas vezes, tendemos a excluir uma viagem às Maldivas devido à expectativa de um elevado custo. Se isso era verdade no passado, hoje em dia já não é bem assim. Atualmente, as Maldivas não são apenas resorts com Tudo Incluído. É possível fazer umas férias nas Maldivas por um preço bastante mais acessível se optarmos por uma ilha local, como é o caso da ilha de Maafushi. Vejam aqui o que podem fazer e onde ficar em Maafushi.

Maafushi, a Grande Ilha das Maldivas

Maafushi é uma ilha local no atol de Kaafu, um dos 26 atóis das Maldivas, e fica a Sul do aeroporto. Apesar de significar literalmente “Grande Ilha”, Maafushi é uma ilha bastante pequena, com 1200 metros de comprimento e 250 de largura.

Em termos de acessibilidade, é possível chegar a Maafushi através de speedboat ou ferry. A viagem de speedboat a partir do aeroporto dura cerca de 30 minutos e tem um custo de 20 USD por pessoa por percurso. O ferry público funciona todos os dias exceto à sexta-feira e a viagem leva cerca de 90 minutos. A utilização do ferry público pode estar restrita devido à pandemia.

Speedboat no mar que leva os hospedes para o hotel
O speedboat do hotel Kaani que nos transportou do aeroporto para a ilha de Maafushi

Cultura nas ilhas locais das Maldivas

Maafushi é habitada maioritariamente por maldivanos. A religião oficial (e obrigatória) das Maldivas é o islamismo, o que significa que a cultura local é diferente da da maioria dos turistas.

Uma das diferenças é que não vamos encontrar bebidas alcoólicas, visto que são proibidas pelo governo. (Isto aplica-se particularmente às ilhas locais. Em alguns resorts estão disponíveis bebidas alcoólicas) Além disso, é proibido entrar com álcool nas Maldivas. Lemos relatos de pessoas que tentaram levar bebidas na bagagem, mas foram apreendidas no aeroporto.

Outra diferença que notamos é a vestimenta. As mulheres vestem-se de acordo com os padrões muçulmanos, mesmo quando vão à praia. Por isso, os hotéis têm praias privadas destinadas apenas a turistas – a chamada Bikini Beach – onde é possível usar bikini ou fato de banho. Existem outras praias na ilha frequentadas pela população local, onde as pessoas estão na praia e vão à água totalmente vestidas.

Praia de Maafushi, ilha local das Maldivas, ao pôr do sol com a lua já no céu
Entardecer na Bikini Beach na ilha local de Maafushi

Se estão a pensar visitar as Maldivas leiam o nosso artigo sobre Viajar para as Maldivas em tempo de Covid

O que fazer em Maafushi

E para quem (como nós) pensa que nas Maldivas não há nada para fazer, vamos partilhar algumas das atividades que podem fazer em Maafushi.

  • Fazer praia

A praia em Maafushi é maravilhosa e perfeita para quem vai às Maldivas para estar “de papo para o ar”. Se gostam de areia branca e fininha e se não resistem ao chamamento de um mar azul e transparente, Maafushi (na verdade, qualquer sítio nas Maldivas) é para vocês.

Bikini Beach em Maafushi em frente ao Kaani Palm
Bikini Beach em Maafushi
  • Fazer Snorkeling

Este foi o principal motivo que nos levou a Maafushi. Queríamos fazer algumas excursões de snorkeling e, além de existir bastante oferta em Maafushi, os preços também são mais acessíveis.

Tartaruga e outros peixes menores a nadar no fundo do mar junto aos corais nas Maldivas
Uma das tartarugas que vimos durante o snorkeling em Maafushi
  • Fazer Mergulho

Existem vários centros de mergulho em Maafushi onde podem fazer o curso, alugar material ou até juntar-se a excursões.

  • Ver golfinhos

Existem várias excursões que incluem ver golfinhos ou até nadar com eles.

Golfinhos a saltar no mar em Maafushi
  • Ver tubarões-baleia

Podem fazer excursões que vos levam especificamente aos pontos onde estes gigantes costumam passar e vê-los no seu habitat natural.

  • Ver mantas

Algumas excursões incluem a experiência de nadar com mantas – uma espécie de raia gigante.

  • Ir a um banco de areia

Não percam a oportunidade de ir a um banco de areia. Se não quiserem fazer uma excursão exclusivamente para isso, podem sempre escolher uma excursão que inclua almoço num banco de areia. É uma experiência única!

Banco de areia nas Maldivas
O banco de areia onde almoçámos
  • Visitar um resort por um dia

Se não estão a considerar ficar alojados num atol, podem optar por fazer uma visita de um dia a um resort para terem uma experiência mais completa das Maldivas.

  • Pescar

Se gostam de pescar, as Maldivas são o sítio ideal. Existem várias excursões de pesca diurna, ao pôr do sol e noturna e depois até podem pedir para cozinhar o que pescarem.

  • Conhecer a cultura local

Ficar hospedado numa ilha local pode não ter o luxo de um resort, mas permite ter um contacto com a cultura e população local que não é possível num atol onde a maioria das pessoas são turistas. Se ficarem em Maafushi vale a pena experimentar os restaurantes locais e passear um pouco pelo lado “menos turístico” da ilha.

Rua na ilha local de Maafushi nas Maldivas com comércio
Rua local na ilha local de Maafushi, nas Maldivas

Onde ficámos hospedados em Maafushi

Na nossa viagem às Maldivas ficámos as primeiras três noites em Maafushi no Kaani Palm Beach. O nosso principal objetivo era ficar perto da praia e o hotel fica mesmo em frente à Bikini Beach. Da varanda do nosso quarto até tínhamos vista para a praia.

Inicialmente tínhamos pensado ir para Maafushi através de ferry público, mas devido às restrições relacionadas com o Covid-19, optámos por ir de speedboat diretamente com o hotel.

Ao chegar ao aeroporto, é possível encontrar o representante do Kaani no balcão 20 (cada hotel ou grupo de hotéis tem um balcão no aeroporto). O barco não saiu logo para Maafushi porque era prevista a chegada de mais hóspedes dentro de uma hora. A viagem foi tranquila e permite tem logo uma antevisão da beleza das Maldivas.

Uma vez em Maafushi, fizemos uma caminhada de cerca de 5 minutos até ao hotel, sempre acompanhados por um funcionário do Kaani que esteve connosco até ao final do processo de check-in.

Pôr do sol visto da varanda do nosso quarto no Kaani Palm Maafushi. O sol põe-se no mar e vê-se um pontão em forma de v
O pôr do sol visto da varanda do nosso quarto

Boas instalações, mas incumprimento de regras Covid

Em termos de instalações, o hotel é bastante bom. As áreas comuns são bonitas, no último piso existe uma piscina de borda infinita e o quarto é grande, confortável e a varanda tem uma vista muito bonita.

No entanto, o hotel falha redondamente no cumprimento das regras de proteção contra o Covid. Apesar de existirem instruções para desinfetar as mãos, usar máscara e manter o distanciamento físico, na prática, isso não era aplicado. A praia estava cheia e as espreguiçadeiras estavam bastante perto umas das outras. No elevador não existia limite de número de pessoas, os hóspedes não usavam máscara nas áreas comuns do hotel nem no elevador.

Mas talvez o pior momento fosse mesmo o pequeno almoço. Não havia literalmente distanciamento. O espaço destinado para o buffet era muito reduzido e as pessoas estavam literalmente umas em cima das outras e, muitas deles, sem máscara. Além disso, o pequeno almoço era bastante mau. Não havia praticamente pão, não havia fruta e a estação de ovos era mesmo muito limitada.

No nosso caso, ficámos com péssima impressão do Kaani devido à falta de transparência dos funcionários. Como contámos no nosso artigo sobre Viajar para as Maldivas em tempo de Covid, apesar de termos informado o hotel várias vezes de que íamos visitar outras ilhas depois de Maafushi, nunca fomos informados de que isso não seria possível estando a ilha em monitorização.

O que mais gostámos

  • A varanda do quarto
  • Cama confortável
  • Praia

O que menos gostámos

  • Postura não transparente dos funcionários
  • Incumprimento das normas Covid
  • Pequeno almoço

Onde comer em Maafushi

Uma das coisas boas de ficar numa ilha local nas Maldivas é a possibilidade de experimentar restaurantes locais. Infelizmente, haviam vários restaurantes fechados devido a Maafushi estar sob monitorização. E, na nossa última noite em Maafushi, como a situação com o Covid tinha agravado, os restaurantes só podiam trabalhar em regime de take-away por imposição do governo.

Na primeira noite, experimentámos o jantar buffet do Arena Beach Hotel. O ambiente era muito simpático. Tanto as mesas como o buffet estavam dispostos no areal e é muito bom jantar com os pés na areia, a ouvir as ondas do mar a rebentar e sob um céu estrelado. O buffet custa 15 USD por pessoa e não inclui bebidas.

Um dos restaurantes locais que gostámos muito e recomendamos foi o Hot Bite. A comida é boa e o preço é bastante razoável. A primeira vez que lá fomos comemos um hamburger e noodles de frutos do mar e bebemos um refrigerante e um sumo natural e ficou tudo por €15 para os dois. Também experimentámos as pizzas deles e são ótimas!


TODOS OS ARTIGOS SOBRE AS MALDIVAS:


Booking.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *