Fazer snorkeling nas Maldivas

Muitas pessoas pensam que viajar para as Maldivas é só fazer praia. Mas não tem que ser assim! Uma das coisas que podemos fazer nas Maldivas é conhecer melhor o fundo do mar, seja a fazer snorkeling, seja mergulho.

Onde fazer snorkeling nas Maldivas

Assim que estamos a chegar às Maldivas e olhamos pela janela do avião, conseguimos perceber a sua geografia única. A verdade é que boa parte da beleza das Maldivas está debaixo de água, uma vez que é onde se encontram cerca de 5% dos recifes do planeta.

Vista aérea de atóis nas Maldivas
Vista aérea das Maldivas

Não importa que ilha visitemos nas Maldivas, é sempre possível fazer snorkeling ou mergulho e ficar fascinado. Geralmente, os hotéis e resorts disponibilizam várias excursões que proporcionam diferentes tipos de experiência subaquática. Algumas das excursões mais procuradas são as que permitem ver e/ou nadar com golfinhos, tartarugas, raias, mantas (uma espécie de raia gigante), tubarões-enfermeiro (nurse sharks) e tubarões-baleia.

A nossa experiência de snorkeling em Maafushi

A ilha de Maafushi é uma boa base para fazer excursões de snorkeling porque os preços praticados são mais acessíveis e existem excursões para todos os gostos, preços e de diferentes durações.

Nós tínhamos planeado fazer entre duas e três excursões de snorkeling em Maafushi, mas, se já leram o nosso artigo Viajar para as Maldivas em tempo de Covid, sabem que tivemos alguns percalços, o que nos limitou o tempo (e a disposição).

Mulher a fazer snorkeling nada em direção a um cardume de peixe unicórnio
Cardume de peixe-unicórnio

Acabámos por fazer apenas uma excursão de meio dia com o Arena Beach HotelHalf Day Adventure Snorkeling – e gostámos muito. A excursão custou 25 USD por pessoa e incluiu:

  • Snorkeling em 3 locais diferentes – um deles a Turtle Bay para nadar com tartarugas;
  • Almoço num banco de areia;
  • Ver golfinhos;
  • Máscara de snorkel e barbatanas;
  • Água e sumo;
  • Fotos e vídeos tiradas pelos guias com uma GoPro 9.

DICA: Apesar da excursão incluir gratuitamente todo o equipamento de snorkeling, nós optámos por levar a nossa máscara e barbatanas. Especialmente em tempos de pandemia sentimo-nos mais seguros assim.

Cardume de peixe cirurgião-azul-claro nas Maldivas
Cardume de peixe cirurgião azul-claro
Foto: Arena Tours

Em todos os locais que páramos para fazer snorkeling vimos corais muito bonitos e muitos peixinhos de diferentes cores e tamanhos. Além disso, vimos duas tartarugas e andámos a “persegui-la” por entre os corais até ela desaparecer!

Coral com peixes verdes no fundo do mar em Maafushi
Homem a fazer snorkeling tira foto a uma tartaruga
Foto: Arena Tours

Infelizmente, encontrar os golfinhos foi mais difícil. A primeira vez que passámos na baía dos golfinhos ficámos lá uns minutos mas não apareceu nenhum. Felizmente, voltámos depois do almoço e conseguimos vê-los, apesar de não serem muitos e estarem um bocadinho longe.

Podem ler mais sobre a nossa estadia em Maafushi aqui

Para nós, um dos pontos altos da excursão foi o almoço. Não a comida propriamente dita, que foi bastante simples – um arroz com salsicha e frango – mas sim o local. Almoçámos num banco de areia e foi simplesmente espectacular. Um banco de areia é uma pequena língua de areia bem branquinha e suave literalmente no meio das águas cristalinas do Oceano Índico. É uma experiência incrível que aconselhamos a todos os que visitam as Maldivas.

Banco de areia nas Maldivas
O banco de areia onde almoçámos

A nossa experiência de snorkeling em Helengeli

Durante a nossa estadia no resort OBLU by Atmosphere at Helengeli, no atol de Malé Norte, aproveitámos para fazer snorkeling quase todos os dias. Na verdade, em alguns dias até fizemos mais do que uma vez!

Pelo que tínhamos pesquisado antes da nossa viagem, a maioria das pessoas refere que a melhor zona para fazer snorkeling é nos atóis a sul de Malé. Para já, não temos base de comparação, mas podemos dizer que vimos uma diversidade incrível de vida marinha no recife do OBLU.

Tubarão black tip a nadar debaixo de água no meio de cardume
Tubarão de pontas negras

O centro de mergulho do resort disponibiliza várias excursões de snorkeling e cede todo o equipamento gratuitamente, mesmo que não façamos excursões com eles. Além disso, têm um mapa do recife local que mostra onde se localizam as principais espécies, o que facilita muito quem quer explorar de forma independente, como era o nosso caso.

Mapa dos melhores locais de snorkeling disponibilizado pelo centro de mergulho de OBLU
Mapa do recife local disponibilizado pelo centro de mergulho de OBLU

ATENÇÃO: Por uma questão de segurança, nunca façam snorkeling ou mergulho sozinhos. É importante ir acompanhado para o caso de acontecer algum imprevisto.

Com base neste mapa, cada dia fomos explorar uma zona diferente. Como ao início da manhã estava menos calor e a visibilidade era melhor, acordávamos mais cedo para fazer snorkeling. Ainda experimentámos durante a tarde, mas a água parecia mais turva e o calor era tanto que até os peixes se escondiam 😂.

Peixe laranja a nadar debaixo do mar nas Maldivas sob um fundo de rochas e com um cardume de pequenos peixes azuis por trás

É difícil encontrar palavras que descrevam o que vimos e o que sentimos. Até mesmo as fotos e os vídeos não conseguem replicar o que os nossos olhos viram.

Raia a nadar junto à areia nas Maldivas

A nossa experiência de snorkeling noturno

Já alguma vez fizeram snorkeling noturno? Nós nunca tínhamos feito, por isso, aproveitámos para fazer uma excursão com o centro de mergulho do resort. É uma experiência completamente diferente.

A excursão custou 60 USD por pessoa e incluiu:

  • Acompanhamento de dois guias do centro de mergulho;
  • Máscara de snorkel e barbatanas;
  • Colete salva-vidas;
  • Lanterna de mergulho.

Ao início a sensação foi um pouco estranha porque estava super escuro, apesar de cada pessoa levar a sua própria lanterna. Mas depois, os olhos começaram a habituar-se e começámos a ver animais que aparecem maioritariamente (ou apenas) de noite.

Assim que entrámos no mar cruzámo-nos com um tubarão. Vimos várias espécies de peixes, moreias, ermitas e polvos! Nunca tínhamos visto polvos e é mesmo incrível. A forma como eles se deslocam é super interessante. Já no final, todos nós tapámos as lanternas para ficar completamente escuro e conseguimos ver plâncton a brilhar à nossa volta.

Polvo no seu habitat natural de noite
Polvo no snorkeling noturno
Foto: Centro de mergulho de OBLU
Moreia a espreitar no meio de rochas no fundo do mar de noite
Moreia no snorkeling noturno
Foto: centro de mergulho de OBLU

TODOS OS ARTIGOS SOBRE AS MALDIVAS:


Booking.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *