O nosso roteiro de 9 dias pelo Dubai e Abu Dhabi

É muito comum fazer uma escala no Dubai, mas quantos de nós já visitámos o Dubai? O Dubai deixava-nos algumas dúvidas: Será que vale a pena visitar? O que fazer por lá? Quantos dias ficar? Neste post vamos falar do nosso roteiro de 9 dias pelo Dubai e Abu Dhabi.

Planeamento

Já tínhamos feito três escalas no Dubai e nunca tínhamos saído do aeroporto (que por si só já é imponente). Estávamos a deixar isso para quando não quiséssemos fazer uma viagem tão longa. Então, quando começámos a pensar numa viagem de cerca de uma semana para setembro, achámos que o Dubai poderia ser uma boa ideia!

O nosso plano inicial era voar com a Emirates para o Dubai, mas, como o valor dos voos estava um bocadinho acima do nosso orçamento, começámos à procura de alternativas. Depois de muito pesquisar, decidimos voar com a British Airways para Abu Dhabi, com escala em Londres. O ponto negativo é que íamos perder tempo no voo, mas conseguimos uma poupança de cerca de 400€. Além disso, no regresso, a nossa escala permitia-nos sair e dar um passeio por Londres 🙂

Como tínhamos 10 dias, decidimos organizar um roteiro que nos permitisse conhecer dois emirados: o Dubai, o emirado mais conhecido, e Abu Dhabi, a capital dos Emirados Árabes Unidos. Queríamos ver o edifício mais alto do mundo, mas também queríamos aproveitar os parques temáticos e desfrutar das praias das quais tínhamos lido tão bem!!! Ah que luxo 😉

Vista do Dubai Frame
Vista do Dubai Frame

Percurso (e contratempos)

Dia 0

Era a primeira vez que íamos voar com a British Airways e, com a pontaria que temos, foi a primeira vez que os pilotos da companhia fizeram greve. Mas como a greve era no início da semana e nós só íamos voar na sexta-feira estávamos relativamente descansados. Ficámos ainda mais confiantes quando conseguimos fazer o check in online e obter os cartões de embarque.

Pois é, mas tudo mudou às 18:22, quando recebemos mensagem da British Airways a informar o cancelamento do nosso voo. Deram-nos como alternativa um voo de Londres para o Dubai com os mesmos horários. Mas o problema é que todo o nosso roteiro estava montado assumindo a chegada a Abu Dhabi: já tínhamos carro alugado no aeroporto de Abu Dhabi e hotel marcado.

Ligámos logo para a linha de apoio da British Airways, mas tinha fechado às 18h. 😠 Não aceitar o voo sugerido não era opção porque as alternativas estavam caríssimas. Então, foi fácil concluir que não tínhamos hipótese senão voar com a British para o Dubai. Mas depois colocava-se outra questão: com chegada prevista às 23h como é que conseguíamos ir do Dubai para a Abu Dhabi? Encontrámos 4 alternativas:

  1. Autocarro. Preço: 6,25€/ pessoa. Desvantagem: tínhamos que arranjar transporte do aeroporto do Dubai para a estação de autocarro e depois da estação de Abu Dhabi para o aeroporto para ir buscar o carro e seguir para o hotel. Isto tudo de madrugada.
  2. Alterar a reserva do carro. Preço: 105€. Ligámos para a Avis a pedir preço para levantar o carro no aeroporto do Dubai e devolver em Abu Dhabi. Desvantagem: Além do grande aumento de preço, tínhamos que conduzir de noite depois de um dia inteiro de viagem.
  3. Alugar carro no Dubai por um dia. Preço: 44€. A ideia seria conduzir para Abu Dhabi e, no regresso, trazíamos os dois carros. Desvantagem: Além de termos que conduzir depois de um dia de viagem, tínhamos que fazer a viagem de regresso em carros separados.
  4. Táxi. Preço: entre 85-100€.

Decidimo-nos pela última opção. Haveríamos de encontrar um táxi no aeroporto que nos levasse a Abu Dhabi. Apesar de não ser a opção mais em conta, era a mais rápida e confortável.

Dia 1

As aventuras continuaram. O voo saía às 7:20, por isso às 4h e pouco da madrugada já estávamos de pestana aberta. Últimas verificações antes de sair: passaportes, documentos, malas fechadas, tudo pronto! Como estávamos a estrear uma mala nova para levar no porão e tínhamos definido o código na véspera, o Marcos decidiu reconfirmar tudo:

– Já fechaste-te a mala? Testa lá o código.

– Já testámos ontem. Mas podemos testar outra vez.

… teste …

… teste …

… teste …

– O CÓDIGO NÃO FUNCIONAAAAAAA!!!! 😭

Pânico. Tentámos de tudo. A mala era nova, acabada de tirar da caixa. Acabámos por ter que arrancar o código da mala, tirar tudo e trocar para outra mala. Isso mesmo, às 5h da manhã estávamos na rua a trocar as coisas para uma mala emprestada. Bela forma de começar o dia!

Felizmente as coisas estavam para melhorar. O check in estava calmo e a senhora que nos atendeu foi de grande ajuda. Explicámos o que tinha acontecido com o nosso voo e ela foi ver as alternativas. Disse que nos podia pôr num voo para Abu Dhabi, mas chegávamos 2h mais tarde que o original. Aceitámos logo. Assim evitávamos todo o transtorno de ainda ter que fazer a viagem de táxi e ainda viajávamos numa companhia nova – a Etihad Airways.

Avião Etihad
O nosso avião

Mais leves de espírito lá fomos nós para Londres. Como era uma escala rápida não deu tempo de sair do aeroporto, por isso aproveitámos para ver as lojas e almoçar por lá.

A nossa experiência com a Etihad foi muito boa. A viagem foi tranquila e o avião era muito confortável, com bastante espaço entre os bancos. Além disso, a comida era muito boa em qualidade e quantidade.

Chegámos às 1:15, passámos rapidamente pela imigração e, em pouco tempo, já estávamos a chegar ao hotel com o nosso carro.

Dia 2

Dedicámos este dia a explorar o parque de diversões Ferrari World, o primeiro parque temático da marca Ferrari. É aqui que podemos andar na montanha russa mais rápida do mundo. Podem ler sobre o nosso dia no parque aqui.

Formula Rossa no Ferrari World
Formula Rossa no Ferrari World

Ao final da tarde ainda fomos conhecer o centro comercial Yas Mall e fizemo-nos à estrada para o Dubai. Ainda fizemos uma paragem no Outlet Village, mas não achámos que os preços justificassem.

Chegámos ao nosso hotel a tempo de jantar e relaxar um pouco.

Dia 3

Mantivemos a onda radical e fomos visitar o IMG Worlds of Adventure, que se apresenta como o maior parque coberto do mudo. Podem ler mais sobre o parque neste post.

Depois do parque ainda tivemos tempo para começar a explorar o Dubai. Passámos pela Mesquita de Jumeirah, subimos ao Dubai Frame, fomos ao Dubai Mall e assistimos ao espectáculo das águas dançantes.

Dubai Frame
Dubai Frame

Podem ler sobre o que visitámos no Dubai aqui e aqui

Dia 4

Aproveitámos a manhã para visitar a zona de Deira e os souks. Andámos um bocadinho a pé, na medida em que calor permitiu, e fomos ao Museu do Dubai.

Museu do Dubai
Museu do Dubai

De tarde, fizemos uma excursão ao deserto com a OceanAir Travels, onde fizemos um rally (e ficámos encalhados) nas dunas.

Dia 5

Dedicámos a manhã a visitar o Burj Khalifa e o Dubai Aquarium. Foi uma experiência incrível e como haviam poucas pessoas conseguimos aproveitar muito bem a visita. Ainda queríamos ver o espectáculo das águas dançantes mais uma vez, por isso vimos de dia, antes de sairmos.

Burj Khalifa
Burj Khalifa

Fomos almoçar ao Mall of Emirates e depois fizemos uma mini excursão por algumas praias: Sunset Beach, Kite Beach e Jumeirah Beach. Mas é claro que um roteiro pelo Dubai não fica completo sem visitar o The Palm. Portanto, foi aí que passámos o resto da tarde!

Vejam aqui as melhores áreas para ficar no Dubai

Dia 6

E finalmente chegámos à parte mais relax do nosso roteiro pelo Dubai e Abu Dhabi. De manhã, ficámos pelo The Palm a aproveitar a praia privada do hotel e a piscina. De tarde, voltámos de carro para Abu Dhabi e fomos para a ilha de Saadyiat, onde ficámos muito bem instalados.

A praia no The Palm
A nossa praia no The Palm

Dia 7

Ficámos na praia a manhã toda e só saímos para tomar o pequeno almoço! Depois do check out fomos visitar a Grande Mesquita Sheikh Zayed. É realmente um obra de arte. Podem ler mais sobre a Mesquita aqui.

Grande Mesquita Sheikh Zayed
Grande Mesquita Sheikh Zayed

O resto do dia foi passado no Shangri-La de Abu Dhabi entre a praia e a piscina infinita com vista para a Mesquita.

Vejam aqui as nossas sugestões de alojamento em Abu Dhabi

Dia 8

Continuámos em modo relax e voltámos a tomar um pequeno almoço digno de reis. A caminho do último e muito esperado hotel desta viagem passámos pela praia de Corniche, pela Nation Tower e pelas Etihad Towers. E ainda passámos pelo Marina Eye e pelo Marina Mall.

Marina Mall e Marina Eye
Marina Mall e Marina Eye

Quando chegámos ao Emirates Palace podemos dizer que o hotel não ficou nada a dever a tudo o que tínhamos lido. É realmente lindíssimo e todas as instalações são dignas de se chamar um palácio.

Temos um post com os melhor sítios turísticos para visitar em Abu Dhabi

Dia 9

Passámos todo o dia no Emirates Palace a usufruir da praia e da piscina. O pequeno almoço é indiscritível, com grande abundância e uma qualidade incrível. Mesmo depois de fazermos o check out continuamos pelo hotel até ao final do dia, já que o nosso voo era de madrugada.

Entrada do Emirates Palace
Entrada do Emirates Palace

Jantámos num restaurante italiano ótimo no Yas Mall – Al Forno – e seguimos para o aeroporto para regressar.

Dia 10

Este foi o dia da viagem de regresso, mas como tínhamos uma escala prevista de 8:30 em Londres saímos para passear pela cidade. É verdade que não fomos a nenhum museu, mas deu para ver alguns dos pontos principais da cidade.

Cabine telefónica vermelha típica em Londres
Londres

Nos próximos posts vamos falar mais em detalhe do nosso roteiro pelo Dubai e Abu Dhabi. Continuem connosco 😀

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *