Roteiro: O que fazer no Dubai – 2ª Parte

Nesta 2ª parte do nosso roteiro pelo Dubai vamos mostrar mais alguns locais de interesse que visitámos. O Dubai tem várias coisas para fazer e acreditamos que em pouco tempo este roteiro vai ficar desatualizado, porque é uma cidade que está sempre em busca de inovações e de alcançar novos recordes!

Podem ver o nosso percurso completo aqui

Safari no Deserto

Uma viagem aos Emirados Árabes Unidos não fica completa sem uma ida ao deserto. Um safari no deserto não envolve animais! Na verdade, é uma excursão pelo deserto que pode incluir muita coisa: desbravar dunas, andar de camelo, fazer sand boarding, jantar num acampamento beduíno, assistir a espectáculos tradicionais e até é possível dormir no deserto.

Carro de Desert Safari

Nós reservámos uma tarde para visitar o deserto e optámos pela opção de jantar buffett com espectáculos tradicionais. Podem ler sobre a nossa excursão aqui.

Mesquita de Jumeirah

A Mesquista de Jumeirah tem uma arquitetura muito bonita. Toda ela foi construída em pedra branca e as suas cúpulas e minaretes têm um trabalhado muito delicado.

Nós chegámos à mesquita ao final da tarde e o ambiente criado pelo entardecer é muito bonito. No entanto, já não chegámos a tempo de fazer a visita. Se quiserem visitar o interior da mesquita é possível todos os dias exceto sexta-feira. Existem apenas duas visitas por dia: uma de manhã (10:00-11:15) e uma de tarde (14:00-15:15).

Mesquista de Jumeirah ao entardecer
Mesquista de Jumeirah ao entardecer

Museu do Dubai

Museu muito interessante que conta a história do Dubai. O bilhete custa apenas 3 AED/adulto e dá acesso a uma zona exterior onde podemos ver de perto barcos típicos e entrar em casas tradicionais.

Museu do Dubai - barcos típicos
Museu do Dubai – barcos típicos

Depois, seguimos para a zona interior do museu onde podemos ler sobre a evolução do Dubai, ver várias fotos do antes e depois da cidade e ainda aprender sobre o quotidiano das pessoas. Recomendamos muito que incluam este museu no vosso roteiro pelo Dubai porque dá um bom enquadramento histórico e cultural da cidade.

Museu do Dubai - Entrada
Museu do Dubai – Entrada

Podem obter mais informações sobre este museu no seu site.

Bairro de Bastakiya

Bastakiya é um bairro típico onde é possível caminhar e apreciar os edifícios típicos do Dubai. Não é uma zona de habitação, mas sim de comércio local e restauração inseridos em construções tradicionais do Dubai. É uma zona onde faz muito calor, por isso aconselhamos ir de manhã cedo ou ao final da tarde.

Bairro de Bastakiya
Bairro de Bastakiya

Souks tradicionais

Os souks são mercados tradicionais muito comuns no Dubai. Depois de passearmos pelo bairro Bastakiya, apanhámos um barco típico chamado Abra e cruzamos o rio Dubai Creek.

Deparámo-nos com dois tipos de souks. Antes de cruzar o rio passámos por souks de indianos, caracterizados por serem mais generalizados na oferta de produtos. Os vendedores eram bastante insistentes e chegavam ao ponto de tentarem bloquear a nossa passagem para nos “incentivar” a ver os produtos deles. Até nos punham chapéus e lenços enquanto andávamos. Na outra margem estão os souks dos locais e é um mundo bem diferente. Os souks ocupam várias ruas e são mais específicos em termos de oferta. Existe um souk para cada coisa: ouro, têxtil, utensílios para a casa, especiarias… É como entrar em outro mundo.

Souk do ouro
Souk do ouro
Souk dos têxteis
Souk dos têxteis

Os preços não são tabelados, por isso temos que ir preparados para negociar. Quando perguntamos o preço de uma peça eles perguntam logo quantas é que vamos levar. 😅 Um dos vendedores explicou-nos que o preço que eles apresentam depende da quantidade de artigos que compramos – melhores preços para maiores quantidades. Por isso, uma boa estratégia pode ser comprar várias coisas ao mesmo vendedor e tentar negociar o preço ao máximo. Pela nossa experiência, conseguimos reduzir em cerca de 60% a 70% o preço pedido inicialmente. Claro que cada caso é um caso.

Andar de Abra no Dubai Creek

A viagem de Abra no Dubai Creek é imperdível. Além de ser bastante barata (1 AED/pessoa por trajeto), dá-nos uma experiência menos turística, visto que é o meio de transporte mais utilizado pela população local. É bastante comum acabarmos a conversar com os locais!

No entanto, achámos difícil perceber o percurso de cada barco, por isso acabámos por apanhar um barco qualquer e depois fazer o resto do percurso a pé.

The Palm

O The Palm é a maior ilha artificial do mundo e deve o seu nome ao seu formato que faz lembrar uma palmeira. A ilha tem vários hotéis de luxo, assim como algumas áreas residenciais.

Mulher na praia a ver Atlantis, The Palm ao fundo
Atlantis, The Palm ao fundo

O Altantis, The Palm é o hotel mais icónico da ilha e foi o primeiro a ser construído lá. Mesmo que não fiquemos hospedados no The Palm vale a pena uma visita. Quem quiser passar o dia no hotel pode adquirir um passe de 1 ou 2 dias.

Sunset Beach

A Sunset Beach é uma ótima praia para ver o pôr do sol e para tirar uma foto com o famoso hotel Burj Al Arab de fundo. É uma praia com bastante vento e, por isso, bastante frequentada pelos praticantes de surf e kitesurf.

Kite Beach

A Kite Beach é a praia preferida dos praticantes de kitesurf, especialmente da parte da tarde. A praia ainda oferece outras atividades aquáticas e não aquáticas.

Burj Al Arab visto da Kite Beach
Burj Al Arab visto da Kite Beach

Foi por estes sítios que andámos a passear quando estivemos pelo Dubai. Podem ver aqui a 1ª parte do nosso roteiro. O que é que acrescentavam a este roteiro no Dubai? Para quem ainda não foi ao Dubai, já começam a ter vontade de visitar?

Booking.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *