O que fazer numa tarde em Toronto | Roteiros

Ao organizar a nossa viagem para Cuba optámos por voar com a Air Canada e fazer uma escala em Toronto. Além do voo ser mais barato, a viagem não era tão cansativa porque repartíamos as horas e voo e ainda acrescentámos uma cidade (que o Marcos ainda não conhecia) no nosso percurso. Mas o que fazer em apenas meio dia? Fica aqui o nosso roteiro do que fazer em Toronto numa tarde.

Podem ver o nosso percurso completo aqui

Saímos de Lisboa de madrugada em direção a Zurique onde faríamos uma pequena escala antes de seguir para Toronto. Chegámos a Toronto passava um pouco das 13h e fomos diretos ao hotel fazer o check in e deixar as malas. Passeamos a tarde toda em Toronto debaixo de frio e chuva, mas tudo se compôs para um excelente jantar. Venham connosco!

Roteiro de uma tarde em Toronto

Tínhamos apenas algumas horas para aproveitar em Toronto e o tempo não estava a ajudar. Estavam uns 6º, o dia estava cinzento e o que começou por ser uma chuva miudinha rapidamente se transformou em chuva certinha. A princípio ainda resistimos mas rendemo-nos rapidamente à necessidade de usar o nosso mini chapéu-de-chuva, que por pouco não ficou em casa.

Union Station

Chegámos a Union Station, uma das principais estações de metro em Toronto, via UpExpress diretamente do aeroporto. Além de ser uma estação de metro, é também um centro comercial com várias lojas e restaurantes.

Union Station
Union Station

Sabiam que em Union Station passam mais de 300.000 pessoas por dia?

Brookfield Place

Caminhámos até Brookfield Place, um conjunto de edifícios impressionante onde fica o famoso Hockey Hall of Fame, além de um centro comercial e escritórios.

Hockey Hall of Fame
Hockey Hall of Fame

Gooderham Building

Seguimos para o Gooderham Building, também conhecido por Flatiron Building. Este edifício fica na esquina da Wellington Street com a Front Street, o que confere um formato triangular e faz dele um dos edifícios mais fotografados de Toronto.

Tão ou mais famoso que o seu peculiar formato é a pintura 3D atrás do edifício, que dá a ilusão de janelas envolvidas num pano.

Gooderham Building
Gooderham Building

Sabiam que o Gooderham Building foi construído em 1892, antes do famoso Fuller Building (ou Flatiron Building) de Nova Iorque?

Nathan Phillips Square

Uma das praças mais bonitas de Toronto, com umas estruturas giríssimas e Toronto escrito em letras gigantes e coloridas. É palco de vários eventos públicos, como concertos, exposições de arte e, no inverno, uma pista de gelo.

Quando estivemos lá estavam a decorrer atividades relacionadas com o Dia da Criança, havia uma feirinha com várias barraquinhas e um palco onde crianças de diferentes nacionalidades iam cantar ou dançar.

Nathan Phillips Square
Nathan Phillips Square

Toronto Eaton Center

Grande centro comercial localizado no centro financeiro de Toronto, especialmente conhecido pela escultura de nome Flight Stop, constituída por um bando de 60 gansos em tamanho real suspensos no teto.

Flight Stop
Flight Stop

Dundas Square

É a praça mais famosa de Toronto e assemelha-se à Times Square de Nova Iorque. Também é conhecida como Yonge-Dundas Square, uma vez que se situa na interseção destas duas ruas principais.

Dundas Square
Dundas Square

Cervejaria Steam Whistle

De Dundas Square apanhámos o metro de volta a Union Station para ir à Cervejaria Steam Whistle. Mas o que faz desta cervejaria um ponto turístico? É que além de podermos beber uma pilsner (o único tipo de cerveja produzido nesta fábrica) também podemos fazer uma visita guiada à fábrica. 🙂

Além disso, a Cervejaria Steam Whistle está numa localização privilegiada, mesmo ao lado da CN Tower, numa zona onde antigamente eram reparadas as carruagens da Canadian Pacific Rail. Por isso, mesmo que não gostem de cerveja, vale a pena incluir a cervejaria e os arredores num roteiro em Toronto.

Cervejaria Steam Whistle
Cervejaria Steam Whistle

A tour tem a duração de 30 minutos, custa 13.35 CAD por pessoa e decorre todos os dias entre as 11h30m e as 17h00m (exceto no domingo em que a última tour é às 16h00m)

Infelizmente não conseguimos fazer a tour porque o espaço estava reservado para um casamento. Só nos deixavam entrar para comprar cervejas para levar, por isso decidimos que não valia a pena.

Voltámos ao metro e seguimos para Museum Station.

Museum Station

Esta é a estação de metro mais próxima do Royal Ontario Museum, daí o seu nome. A estação é muito fotogénica por conta das suas colunas que são verdadeiras obras de arte.

Coluna na Museum Station
Coluna na Museum Station

Universidade de Toronto

Caminhámos e “perdemo-nos” na Universidade de Toronto, um dos nossos sítios preferidos de Toronto. O melhor plano é mesmo andar entre os vários edifícios a contemplar a sua arquitetura, os arcos, os jardins e os destemidos esquilos que lá habitam. Na sua época (geralmente final de Abril / início de Maio) é possível encontrar cerejeiras em flor em algumas zonas da Universidade. 

Universidade de Toronto
Universidade de Toronto

Sabiam que muitos edifícios no campus da Universidade datam do início dos anos 1800?

CN Tower

Claro que um roteiro em Toronto não fica completo sem uma visita à sua torre mais icónica. Assim sendo, apanhámos o metro de volta para Union Station para visitar a CN Tower. A CN Tower tem 553 metros, é uma das estruturas mais altas do mundo, tem seis elevadores panorâmicos de alta velocidade e três níveis de observação. Nós visitamos os dois primeiros e jantámos no requintado restaurante circulatório da torre – o 360 Restaurant.

Podem ler mais sobre a nossa visita à CN Tower aqui.

CN Tower
CN Tower

Sabiam que a CN Tower tem a escada mais longa do mundo, com 1776 degraus?

Transportes

  • Para ir do aeroporto de Pearson até ao centro da cidade usámos o UpExpress, um comboio que nos deixou na Union Station em 25 minutos. Cada viagem custa 12,35 CAD por pessoa.
  • Para nos deslocarmos para sítios mais distantes em Toronto comprámos o Day Pass, um bilhete de metro diário. Custa 12,50 CAD por pessoa nos dias de semana. Mas aos fins de semana e feriados existe o Family Pass que fica aos mesmos 12,50 CAD para 2 adultos. Em termos de comparação, o preço normal para cada viagem de metro é de 3.25 CAD/pessoa.
  • Não usámos táxis/Uber porque o trânsito em Toronto é caótico.

Onde ficámos?

Habitualmente ficamos hospedados em locais estratégicos que nos permitam andar a pé entre os principais pontos que queremos visitar. Desta forma, poupamos tempo e dinheiro em deslocações. Mas desta vez era diferente. O nosso voo para Cayo Coco no dia seguinte era bem cedo e queríamos estar perto do aeroporto.

Pesquisámos vários hotéis nos arredores do aeroporto. Alguns ofereciam transfer para o aeroporto, o que seria uma mais-valia, não fossem os comentários negativos de atrasos e horários muito limitativos. Com voo às 6:30 não queríamos correr riscos. Então, decidimos pagar um bocadinho mais (180 CAD ≅ 120 EUR) e ficamos no Sheraton Gateway Hotel, que fica mesmo no aeroporto, no terminal 3.

É muito fácil chegar lá. É só seguir as direções para o comboio (parking garage/train station). Depois apanha-se o comboio gratuito para o Terminal 3/Sheraton Gateway Hotel (é só uma paragem). Ao chegar, é só subir um piso e estamos na receção do hotel.

O que mais gostámos

  • Ótima localização para quem está pouco tempo em Toronto e/ou tem um voo muito cedo
  • Rapidez no check in e check out
  • Quarto bastante confortável e ainda nos deram upgrade
  • Simpatia – como mencionámos que estávamos de viagem para celebrar o nosso aniversário de casamento deixaram-nos champanhe e morangos com chocolate no quarto 😍

O que menos gostámos

  • Preço

Há muito mais para fazer em Toronto e há passeios lindíssimos de um dia a partir de Toronto. Querem mais dicas do que incluir num roteiro em Toronto?

Booking.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *